domingo, 28 de outubro de 2012

Tirinhas do Charlie Brown

 
Obra do cartunista Charles Monroe Schultz, os Peanuts praticamente criaram um novo gênero nas HQs. As histórias onde o universo infantil era usado como fábula para representar e constantemente criticar o mundo adulto, contando sempre com um bom humor. Suas tiras foram inspiradas na infância triste do autor, que foi uma criança só e sem amigos. Conseguiam encantar os adultos, tratando de aspectos profundos. 
Após seres recusadas até mesmo pela Disney, começaram a ser publicadas em 1945, num jornal católico. Mas foi só em outubro de 1950 que seu trabalho finalmente começou a ser publicado em 7 jornais dos EUA. O autor seguiu criando até ter que parar por problemas de saúde em 2000 quando suas tiras já estavam sendo publicadas em 2.600 jornais ao redor do planeta, em 26 idiomas diferentes.
Todos os outros 10 personagens, de alguma forma, se assemelham ao Charlie. Porém, ele tem o diferencial de ser realista e sofrer na pele cada perda e dor do mundo, com todos os seus sonhos tornando-se frustados, sem conseguir aproveitar a infância como os seus amigos. 
Os personagens criados fizeram parte da vida de muitas crianças ao redor do mundo. Viraram brinquedos, produtos, temas festivos, inspiração para unhas, bolos e tatuagens. Dando reconhecimento e continuidade no trabalho de Shultz. A história virou série e filme, no Brasil contendo 9 dublagens diferentes. 
               


Os Peanuts também fizeram parte da sua vida? Pra mim, ainda fazem! O Snoopy me acompanha no caderno da escola e algumas tirinhas no mural do meu quarto. 
D.

Nenhum comentário: